Feminicídio

clutch-daffodil

O feminicídio é um crime que nos últimos 3 anos, vem recebendo maior destaque nos noticiários. Muitas mulheres de todo o país entraram no gráfico de feminicídio e muitas outras podem entrar. Então vamos falar de algo importante:

Mas o que é feminicídio?

Sabe aqueles casos que passam na Tv em que você ouve: ”Mulher é espancada até a morte por companheiro, porque não queria largar a faculdade”, ”por ciúme” ou ”Namorado esfaqueia companheira porque ela não queria abortar” ou até ”Homem atira em mulher após a mesma não querer sair com ele”…e por aí vai.

O que esses casos tem em comum, é que as vítimas foram agredidas e mortas por homens, pelo fato delas serem mulheres. Estar na condição de mulher. Não ”poder” ter escolha ou domínio em suas próprias decisões.

A lei que aborda o feminicídio como crime entrou em vigor em 2015 e só então atos como os citados acima saíram da cerca ampla do homicídio e entraram numa cerca mais específica : o feminicídio.

Sim, feminicídio é diferente de homicídio de mulheres.

O feminicídio pode começar com uma perseguição ou agressões (moral, física, psicológica…) de um homem contra uma mulher e acabar na morte intencional da mesma por machismo ou patriarcado, uma ”honra masculina”. Começa de um jeito e segue sistematizando acontecimentos (como num dominó) e no final a mulher é morta.

Já o homicídio de mulheres acontece de um jeito repentino (ou não), em um dia qualquer, sem que a vítima tenha sofrido agressão ou perseguição anterior pelo fato de ser mulher, ela é morta inesperadamente.

Denuncie! Disque 180

Diante de um quadro de violência e morte de pessoas do gênero feminino que só aumentou, (cerca de 6,5% de 2016 para 2017, segundo o G1), devemos estar ligadas ao que está acontecendo ao nosso redor. Atitudes agressivas e uso de força física contra uma mulher devem ser denunciadas e jamais encobertas. Ligue 180 ou até mesmo 190 para denunciar.

Maison AC São Paulo: Av. Santo Amaro, 537, Vila Nova Conceição – horário de funcionamento: de segunda à sexta das 10h às 18:30h, e aos sábados desde 9h às 15h. Arthur Caliman moda festa. Cada momento é único.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quando a noiva não tem pai quem entra com ela? Vestido para mãe da noiva: qual a cor ideal? Vestido de noiva: comprado, alugado ou sob medida? Vestido para mães dos noivos: um para cada estação Vestido para a mãe da noiva: como deve ser?