Véu da noiva: Qual tamanho ideal de acordo com o vestido?

O véu é uma das peças mais importantes para compor o vestido da noiva no dia do casamento. Com ele, o visual fica ainda mais clássico, rico e encantador. Ele deve ser escolhido de maneira a combinar perfeitamente com os outros elementos, principalmente com o vestido, que irá ditar qual o tamanho ideal do véu a ser usado no grande dia.

O estilo do casamento também ajuda a definir o visual como um todo. Os véus podem ser classificados como longos, curtos, mantilhas, barrados e voilettes. Quer descobrir como combinar o véu com o vestido escolhido? Confira a seguir!

Tipos e comprimentos de véu

Os véus longos são considerados itens clássicos, sendo usados geralmente em cerimônias mais tradicionais. Eles podem variar entre 2 a 6 metros de comprimento, e ter mais de uma camada, porém é preciso atentar para que o acessório não deixe o visual muito carregado.

Há diversos tipos de véus entre as opções mais longas, como: catedral, ponta de dedo, valsa, capela e mantilha. As diferenças entre essas opções referem-se ao tecido e o estilo de acabamento de cada uma.

O modelo de véu longo é um dos mais utilizados pelas noivas
O modelo de véu longo é um dos mais utilizados pelas noivas

Já os véus curtos são mais específicos, e acabam limitando a escolha da noiva no que diz respeito ao vestido. O comprimento desses véus pode variar da altura dos ombros até a região do cotovelo.

Esses tipos de véu são comumente escolhidos por noivas mais irreverentes e modernas, que optam por um look mais vintage, e são usados geralmente em cerimônias diurnas. Entre essas opções, encontramos os seguintes modelos: voillete, ombro e cotovelo.

O véu curto transmite personalidade e romantismo
O véu curto transmite personalidade e romantismo

Confira a seguir alguns tipos de véus, entre os modelos longos e curtos.  

Catedral (comprimento longo)

O véu de estilo Catedral é o mais longo de todos, e é o preferido para casamentos realizados em igrejas ou em ambientes fechados, preferencialmente em cerimônias noturnas. Essa opção é considerada mais formal, e geralmente é maior até mesmo do que a cauda do vestido da noiva.

É recomendado que seja usado com vestidos longos, e que tenha entre 2 a 5 metros de comprimento. Mais do que isso e o adereço pode causar certo desconforto à noiva.

Modelo de véu catedral
Modelo de véu catedral

Essa é a opção mais carregada de feminilidade entre os véus, e justamente por causa disso é uma das preferidas entre as noivas. Para as noivas clássicas, quanto maior o véu, melhor! O catedral gera um efeito incrível no caminhar da noiva até o altar, e contribui com um visual deslumbrante nas fotos.

Se o seu vestido possuir cauda, é importante evitar o véu catedral com dupla camada, ou que seja muito volumoso. Além de poluir a composição do look, também pode comprometer um pouco a sua mobilidade.

Capela (longuete)

O véu Capela é um pouco mais curto do que o Catedral. Esse modelo pode chegar a ter o comprimento do próprio vestido, mas diferentemente do Catedral, não chega a formar aquela enorme cauda.

O véu longuete é uma excelente opção
O véu longuete é uma excelente opção

Essa opção é extremamente delicada, singela e feminina, e fica perfeita em vestidos mais minimalistas e ajustados ao corpo. Essa pode ser a escolha ideal caso o seu casamento seja realizado durante o dia.

Ponta de dedo (comprimento médio)

O véu Ponta de Dedo possui um tamanho mediano, e ganhou esse nome justamente porque o seu comprimento deve chegar até a ponta dos dedos da noiva.

Esse véu é indicado para praticamente todos os tipos de vestido, com exceção dos modelos mais curtos, uma vez que pode criar certa desarmonia no visual.

Véu ponta de dedo
Véu ponta de dedo

O Ponta de Dedo também é uma das opções preferidas, principalmente entre as noivas que preferem priorizar o conforto e a facilidade de locomoção, já que é muito mais fácil se mexer com ele do que com um véu do tipo Catedral, por exemplo.

Mantilha

A Mantilha é um item de origem hispânica, que cobre os cabelos e ombros da noiva. É comumente feita com tecidos mais pesados do que o véu, toda trabalhada em renda, e deve ser colocada da maneira correta sobre a cabeça da noiva.

Essa peça é tradicionalmente passada de geração para geração, de mãe para filha, e confere pureza e juventude à noiva.

Véu mantilha
Véu mantilha

Caso o vestido também seja rendado, o ideal é que ambos tenham o mesmo tipo de renda, evitando, assim, que o visual fique poluído.

Cotovelo (comprimento curto)

O véu Cotovelo é um pouco mais curto que o Ponta de Dedo, chegando até os cotovelos, como o próprio nome já sugere. Por isso, há a opção de criar um item mais personalizado, uma vez que varia de acordo com a estatura de cada noiva.  

Véu cotovelo
Véu cotovelo

Caso escolha usar esse tipo de véu, dê preferência por um vestido de casamento mais simples, podendo ser curto ou longo (nesse caso, sem cauda). Vestidos exuberantes e cheios de pompa não caem muito bem com esse véu.

O penteado, nesse caso, pode ser escolhido de acordo com a preferência da noiva, uma vez que o véu Cotovelo destaca a cintura, alinhando perfeitamente a silhueta de maneira harmônica e proporcional.

Ombro

O véu Ombro é uma opção para quem procura um véu curto, já que o seu comprimento vai apenas até os ombros da noiva.  

Véu de noiva no ombro
Véu de noiva no ombro

Esse tipo de véu fica super bem se combinado com um vestido curto e/ou tomara-que-caia. Seu estilo favorece um clima mais leve e despojado, uma vez que combina com um estilo mais informal.

Voilette

Com pegada mais vintage, o voilette é bem curto, e pode cobrir todo o rosto da noiva, ou somente uma parte. Devido a isso, é importante que o vestido siga o mesmo padrão vintage proporcionado pelo véu.

Voilette traduz um estilo vintage
Voilette traduz um estilo vintage

Ele é parecido com uma tela, que pode ser presa em um acessório como um chapéu, tiara, presilha ou coroa de flores. Esse tipo de véu é perfeito para noivas mais descoladas e sem medo de ousar.

De acordo com a cerimônia

Casamentos realizados durante a noite pedem uma noiva mais elegante e tradicional, com direito a vestido de noiva e véu longos.

Para cerimônias realizadas em igreja, o ideal é apostar em um véu de 2 a 6 metros de comprimento, que pode ser liso ou trabalhado, a depender da escolha do vestido. As opções ideais nesse caso são renda e mantilha.  

Para casamentos ao ar livre e durante o dia, usar um véu muito longo pode não ser a melhor opção, levando em consideração até mesmo a praticidade e segurança da noiva, principalmente se a cerimônia for no campo ou na praia, onde geralmente há terrenos em declive.

O véu é o toque especial que a noiva precisa
O véu é o toque especial que a noiva precisa

Nesse caso, a melhor opção é optar por um véu mais simples e delicado, como os voilettes, por exemplo. Esse tipo de véu é o ideal para cerimônias mais informais, garantindo um visual sofisticado e cheio de personalidade.

Caso ainda assim opte por um véu comprido para o casamento em local aberto, opte por um que seja feito com tecidos mais finos, como os de tule, por exemplo, que geralmente são compostos de uma ou duas camadas apenas. Um vestido mais minimalista é o ideal nesse caso.

Por que usar véu?

O véu é um dos elementos mais tradicionais do look da noiva para o dia do casamento. Ele passou a ser usado em uma época na qual acreditava-se que ele significava a proteção da noiva de infortúnios como a inveja, os maus espíritos e outros admiradores que não fossem o noivo.

Resultado de imagem para véu da noiva gif

Outra representação a respeito do uso do véu é a respeito da pureza da noiva. Por isso, o adereço foi adotado por diferentes religiões ao redor do mundo. Todo seu simbolismo ajuda a caracterizar a importância do casamento como um dia especial e único.

Uma curiosidade interessante sobre o véu é que nos casamentos da Idade Média, o comprimento desta peça indicava o nível de condição social. Sendo assim, quanto maior e mais imponente o véu, mais nobre era a noiva. Provavelmente vem daí o desejo por enormes véus por parte das noivas mais tradicionais.

Além de toda a sua importância simbólica, o véu é o adereço perfeito para proteger o penteado e a maquiagem da noiva de possíveis adversidades naturais, como o sol, vento e insetos. Se o casamento for ao ar livre, então, se faz ainda mais necessário.

Esse elemento também ajuda a ressaltar a feminilidade da noiva. Se você vai optar por uma cerimônia clássica, não pode deixar o véu de lado!

Agora que você já conhece os diferentes modelos de véus e as combinações ideais para cada tipo de vestido, falta escolher o item que vai ajudar a compor o seu visual perfeito para o grande dia. E então, qual será a sua escolha? Conte para nós nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quando a noiva não tem pai quem entra com ela? Vestido para mãe da noiva: qual a cor ideal? Vestido de noiva: comprado, alugado ou sob medida? Vestido para mães dos noivos: um para cada estação Vestido para a mãe da noiva: como deve ser?